Melancolia

Tive a morte na mão, numa imensa solidão… Foi brutal, imensa, com um toque de violência.

Escorre pelas mãos, nas paredes, o vermelho escarlate… Licor da vida.

Não é meu nem é teu… Quem levou uma facada?

Soam gritos, murmuram as paredes… Ecoam na memória, algo contado… Melancolia.

Na rádio, noticiam um assassinato, foi o verbo do adeus, levou de mim o último sorriso, o último suspiro.

Assinei a vermelho a minha história, em lágrimas de sangue, adeus melancolia.

by: Cláudio Bravo

Autor:

Sou um apaixonado pela vida, louco de paixão pelo meu filho e descobri na escrita este encanto pelas palavras... Por isso dedico de coração a todas as pessoas especiais da minha vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.